SPPREV>> Demonstrativo de pagamento deixará de ser enviado pelos correios

A partir de dezembro/18, envio dos holerites por correios será suspenso; porém o documento passará a ser disponibilizado também nos cai...

domingo, 24 de julho de 2016

Entidades e Comando Geral na luta por melhores condições aos policiais militares!

Aconteceu na manhã do dia 19 de julho, na sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP/SP), a reunião entre as entidades integrantes da CERPM (Coordenadoria das Entidades Representativas dos Policiais Militares do Estado de São Paulo) e o secretário de Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, para tratar de reajuste à categoria. O Comandante Geral da PMESP, Coronel Ricardo Gambaroni, também participou da reunião.

Saiba Mais >>

Um comentário:

  1. No último dia 19 de julho “ ‘muito solícito’, o secretário afirmou que trabalhará pelos interesses da Polícia Militar com a ajuda das entidades e do Comando Geral, mas destacou que, atualmente, os ser-vidores públicos estão sendo prejudicados por três inimigos: a PEC dos Precatórios, a dívida dos estados e o desaquecimento do mercado, afirmando que somente com a resolução destes fatores pode-se tratar de reajuste.
    A questão salarial não é problema somente em São Paulo, mas em todos os estados. Mesmo sendo o 18º no ranking de salários das PM do país, é um dos poucos que está sendo pago em dia, afirmou Mágino Alves, que prometeu empenho em todos os parâmetros ressaltados durante a reunião a favor dos policiais militares.”
    A crise só atingiu os reajustes dos funcionários públicos, mas não afetou as mordomias dos políticos. Isto significa que não teremos, novamente, aumento salarial, apesar de ser um direito constitucional não cumprido, com dissídio estabelecido para março de cada ano. Os trabalhadores da iniciativa privada, bem representados pelos seus sindicatos, reivindicam e conseguem aumentos salariais, o mesmo acontecendo com determinadas categorias de servidores públicos. A CERPM e demais associações ligados à PM estão certas, por uma questão de ética e de respeito, de procurarem primeiramente o Comandante Geral e o Secretário da Segurança Pública, que não vão resolver os nossos problemas salariais, ocupam cargos de confiança e sempre darão uma resposta politicamente correta, mas nada farão para contestar o Governador do Estado, no que diz respeito á questão salarial, e nem vão se empenhar em nosso favor. O ideal é procurar como intermediário o Deputado Estadual do PSDB Cel PM Telhada, que foi eleito e depende dos votos dos associados para ser reeleito, e que graças à votação recebida dos mesmos, parentes e amigos, ajudou a elegerem, também, outros companheiros de sua legenda.
    O inativo não faz greve, mas vota, e este é um ano no qual teremos eleições municipais, nas quais teremos candidatos filiados ao partido do deputado citado, e de partidos que apóiam o governador, o qual, como o oficial em questão, acredito, tenham ainda pretensões elei-torais em futuros pleitos. Devemos apoiar aqueles que nos apóiam, e esquecer daqueles que se esquecem que tanto o policial militar da ativa quanto o inativo tem família, sentem os efeitos da infração decorrente da incompetências e desonestidade da maioria de nossos políticos, tem gastos, e precisam, normalmente, de atendimento mé-dico, educação, alimentação e outros direitos e benefícios para eles e seus dependentes. Cabem às nossas associações adotarem as providências cabíveis visando a dar o tratamento idêntico ao qual recebe-mos das nossas autoridades constituídas. O município é a base eleitoral de qualquer político. As associações unidas possuem um enorme potencial eleitoral capaz de modificar o resultado de qualquer eleição, pois contamos com os votos da maioria dos associados, de seus parentes e amigos, que bem direcionados poderiam fazer a diferença em qualquer eleição. Senhores presidentes das nossas associações, confiamos nos senhores, para que, sem omissão ou submissão, defendam o direito constitucional de seus associados a um reajuste salarial compatível.

    ResponderExcluir

"O Bizu da Adm não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Bizu da Adm."

Notícias Policiais

Notícias da hora

Consultor Jurídico

BLOG DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO